Brasil

Quarentena Solidária: Jovens criam vaquinha para doarem cestas básicas a famílias carentes

Ação visa ajudar 100 famílias necessitadas

Foto: Reprodução Foto: Reprodução

Em meio a tantas mortes e noticias ruins por causa da pandemia, há quem também se preocupe com o próximo. Com medo do coronavírus, consumidores lotam mercados e estocam até papel higiênico. Na contramão de quem tem dinheiro para encher os carrinhos, a população carente faz “das tripas coração” para não deixar faltar o básico dentro de casa. A situação é ainda mais preocupante quando se tem pouca, ou quase nenhuma informação, da gravidade da doença viral no mundo.

Pensando nas pessoas que vivem às margens da sociedade, um grupo de moradores de Campo Grande decidiu criar uma vaquinha virtual para comprar cestas básicas durante a quarentena para famílias carentes. Por já viverem em situação da insalubridade, as doações vão servir para auxiliar essas famílias e potencialmente ajudar a salvar vidas.

 

Izabel Lima de Arruda é uma das organizadoras do projeto Quarentena Solidária. Ao lado de Bruna Zotelli, Natalia Sanches, Raphael Pacheco, Maryssa Caetano, Laryssa Caetano, Gustavo Bernardino, Mariana Cabreira e Evelise Couto Moraes, a empresária pretende arrecadar R$ 7.500 para comprar 100 cestas básicas – que já incluirão um kit de higiene. Assim que adquiridos, os produtos serão doados para famílias que estiverem passando por situação de necessidade extrema.

“Atualmente estamos em contato com outros grupos de pessoas que estejam mais informadas sobre as comunidades carentes, para que saibamos pra quem doar. Algumas comunidades recebem apoio de Nngs e outras instituições, então estamos fazendo esse trabalho de saber quem realmente está precisando”, explicou.

A voluntária ressalta que, para ela, todos precisam se conscientizar que não adianta ficar em casa esperando passar, pois enquanto essas comunidades estiverem em situação de risco, todas as pessoas também estão.

“Acho que nosso país é muito vulnerável social e economicamente, temos muita desigualdade social e agora isso vai ser um grande problema na luta contra a Covid-19, pois é muito contagiosa. Uma mudança estrutural é necessária, mas neste momento, uma mudança de consciência é vital.”

Quem quiser colaborar pode entrar no site oficial e fazer a doação. O grupo também criou um Instagram para o projeto.

Comentários