FUTEBOL

Teleconferência discute retorno do Paulistão em maio

Proposta é concentrar jogos sem torcida em uma ou duas cidades e pode servir de exemplo para outras Federações

Clássico entre Corinthians e Palmeiras pela 11ª deveria ter acontecido em Itaquera / Agência Palmeiras Clássico entre Corinthians e Palmeiras pela 11ª deveria ter acontecido em Itaquera / Agência Palmeiras

A pandemia causada pelo novo coronavírus suspendeu campeonatos estaduais em todo o Brasil e uma previsão de retorno ainda está em aberto. Uma discussão nessa semana, porém, pode dar um norte em relação ao assunto. O Campeonato Paulista, principal competição regional do Brasil, estará em discussão na quarta-feira (15) em uma teleconferência entre dirigentes da entidade e clubes e a decisão servirá como parâmetro para outros estados.

Segundo informações do blog do jornalista Paulo Vinícius Coelho, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, deve apresentar proposta de retornar o campeonato na segunda quinzena de maio. Para isso, a proposta seria levar todos os jogos para uma ou duas cidades do interior, testar todos os jogadores e disputar seis rodadas em três semanas, com portões fechados para a torcida. Atletas ficariam confinados em suas concentrações e o risco de contágio seria mínimo. O mesmo aconteceria com os árbitros.

A idéia encontraria apoio entre os times menores que querem terminar o mais breve possível a competição para minimizar prejuízos, mas entre os grandes não encontraria eco. Mauricio Galiotte, presidente do Palmeiras, é um que não aprova a alternativa, mesmo coisa Leco, do São Paulo. O certo é que a competição só retornaria se houver margem de segurança para atletas, jornalistas e membros das comissões técnicas.

O paulistão teve dez rodadas realizadas na primeira fase, faltando duas para concluir e apontas os classificados para quartas de final, que acontece em confronto único. Depois a fase semifinal, também em jogo único e a competição termina com a decisão, com jogo de ida e volta. 

Comentários