CAMPO GRANDE

Loester Trutis é oficializado candidato à prefeitura de Campo Grande pelo PSL

A decisão sobre coligações e escolhas de candidatos para prefeito, vice-prefeito e vereador vão até amanhã, dia 16 de setembro.

Loester Trutis é oficializado candidato à prefeitura de Campo Grande pelo PSL Loester Trutis é oficializado candidato à prefeitura de Campo Grande pelo PSL

Agora, o bicho vai pegar! Causando pavor aos outros candidatos à prefeitura da capital do MS, o deputado federal Loester Trutis (foto) aceitou disputar a prefeitura de Campo Grande e foi oficializado candidato pelo PSL. No domingo, 13, ele anunciou a inclusão de seu nome para concorrer às eleições de novembro durante a convenção da comissão municipal, que teve ainda a apresentação de mais de 40 pré-candidatos a vereador da capital pela legenda. Trutis informou que atendeu ao pedido da executiva nacional, e à vontade de seus eleitores e da população campo-grandense, que querem vê-lo pôr fim à velha política e ao reinado do clã Trad.

Durante a convenção, o deputado estadual do PSL Capitão Contar se manifestou por meio de mensagem enviada a Loester Trutis. Ele desejou sorte a todos os pré-candidatos e disse que respeita as decisões que forem tomadas pela comissão.

Na página de Loester Trutis no Facebook, o apoiador Antero Moveis escreveu: “Gostaria de dizer que estou muito satisfeito com seu trabalho, seja sempre esse político sério e honesto, continue sua trajetória ficando sempre no povo que te elegeu e o povo sempre estará com você em tudo!”

Mas, no dia seguinte ao da convenção municipal, a senadora Soraya Thronicke, presidente estadual do PSL, quis passar por cima da executiva nacional. Soraya chamou a imprensa para a porta do TRE para dizer que tinha mandado cancelar a convenção municipal de domingo, anunciou a convocação de outra, além da retirada de Trutis do comando do PSL Campo Grande e sua pré-candidatura a prefeito pelo partido. Para ela, o único representante do PSL para a prefeitura de Campo Grande era Vinicius Siqueira. Só que, para a população sul-mato-grossense, a senadora cada vez mais vem mostrando que seus interesses próprios estão em primeiro lugar. Recentemente, inclusive, ela se posicionou contra o presidente Jair Bolsonaro, votando pela derrubada do Veto 17 e abrindo caminho para que os salários de servidores fossem aumentados mesmo que isso fosse muito ruim para a economia do país.

A decisão não durou nem 24 horas e a executiva nacional reconduziu Trutis à presidência da comissão municipal do PSL, e a manobra da senadora Soraya foi por água abaixo. Ele é o candidato do partido à prefeitura da capital. Em suas redes sociais, o PSL Campo Grande emitiu comunicado reafirmando a convenção validada no último domingo, 13. De acordo com a legenda, o PSL Nacional tornou sem validade o ato da senadora Soraya Thronicke, bem como sua intenção de realizar nova convenção. O comunicado informa que o PSL Nacional, comprometido com a verdade e os princípios de transparência e da honestidade, que norteiam o partido, afirma que reconhece e homologa a convenção realizada no último domingo, a presidência do diretório municipal de Campo Grande, e a candidatura a prefeito do deputado federal Loester Trutis, assim como os 33 candidatos à vereança homologados por esta.

Após o anúncio da nacional, o deputado mandou a real em suas redes socais, com uma citação do livro ‘A Arte da Guerra’:


“Os guerreiros vitoriosos vencem primeiro e depois vão para a guerra, enquanto os guerreiros derrotados vão primeiro para a guerra e depois procuram vencer”.


Não demorou muito para a publicação no Facebook ser elogiada.

“Parabéns, deputado federal! Está provando mais uma vez que a verdade prevalece! E só os justos venceram!”, escreveu Evervidal Vidal. Jackson Alves comentou: “Parabéns deputado o senhor é um guerreiro! #OTIOTAON”.

O ’Tio’ já disse que quem for candidato a prefeito pelo partido, terá no plano de governo os seguintes compromissos: diminuir o número de secretarias e de funcionários comissionados; para cada secretário demitido, contratar dois médicos especialistas; para cada 10 comissionados demitidos, contratar dois professores da rede pública de ensino; e dinheiro de carnaval será para a Apae e outras entidades de crianças especiais.

A decisão sobre coligações e escolhas de candidatos para prefeito, vice-prefeito e vereador vão até amanhã, dia 16 de setembro. O prazo para o registro de candidaturas terminará no dia 26. O primeiro turno está marcado para 15 de novembro. Da bancada federal do Mato Grosso do Sul, o deputado Dagoberto Nogueira, do PDT, é pré-candidato a prefeito da capital. A deputada Rose Modesto, do PSDB, deixou o nome à disposição do partido, que quer apoiar a continuidade da velha política de Marquinhos Trad, do PSD. A disputa conta ainda com Wilton Acosta, do Republicanos, Pedro Kemp, do PT, Mário Fernandes, do MDB, Esacheu Nascimento, do Progressistas, Guto Scarpanti, do Novo, e Cris Duarte, do PSOL.

Comentários